ViaZap® – Redes e Conectividade.

 ViaZap  Comentários desativados em ViaZap® – Redes e Conectividade.
jan 022012
 

A ViaZap® – Redes e Conectividade tem como objetivo principal divulgar assuntos relacionados ao sistema Gnu/Linux e administração de redes, e outros sistemas operacionais.
No site teremos assuntos, scritps e facilidades para erros comuns e incomuns ocorridos no dia a dia de um administrador de redes.
Caso queira participar seja bem-vindo, faça seu cadastro e comece agora a interagir com a nossa equipe.
Convidamos todos a fazer parte da nossa comunidade.

Tráfego do Servidor Web Link 01Tráfego do Servidor Web Link 02

ViaZap Logo

ClusterWeb-Logo

Seja bem-vindo a ViaZap® – Redes e Conectividade.

ClusterWeb® – Internet Data Center

 ClusterWeb® – Internet Data Center  ClusterWeb  Comentários desativados em ClusterWeb® – Internet Data Center
jan 012012
 

ClusterWeb® – Internet Data Center iniciou sua atuação no mercado de data center em 2014, prestando serviços de hospedagem as mais diversas necessidades. Abrangemos desde sites simples até servidores virtuais e dedicados visando atender a grandes empresas no Brasil. Contamos com infraestrutura de data center no Brasil, o que viabiliza projetos globais e orçamentos ilimitados, proporcionando ao cliente maior mobilidade no seu investimento, além de manter a qualidade e segurança. Nossa missão é prestar serviços de alta qualidade, os quais possibilitem o crescimento e a prosperidade de nossos clientes em suas atividades, que facilite o uso de data center no dia a dia, com preços honestos e justos.

Assine agora um plano de hospedagem ou cloud em um servidor no Brasil, baixa latência e ótima infra-estrutura.

ClusterWeb® - Internet Data Center

abr 272015
 

Below are the guidelines to manage the distribution list through CLI.

Create domain

   $ zmprov cd domain.com zimbraAuthMech zimbra

Create the delegated admin

   $ zmprov ca  delegatedadmin@example.com <passwd>  zimbraIsDelegatedAdminAccount TRUE

Continue Lendo »

abr 232015
 

O INÍCIO…

 

Comecei com GNU/Linux aos meus 11 anos. Algo muito complexo naquela época para mim, devido à falta de recurso que se tinha, não era como hoje, que conseguimos ter um grande portal como o Viva ao Linux para tirarmos nossas dúvidas. Após 1 semana de uso, tive um “nojo” de Linux – ahhah! Quem nunca, não é/

Aos 17 anos, quando comecei a estudar programação, a partir do incentivo de meu pai, que é atualmente programador a mais de 20 anos e com grande conhecimento na parte de redes e servidores, senti a necessidade de utilizar um sistema mais estável para programar e fazer outras tarefas, que não vem ao caso, foi aí que conheci Linux BackTrack 4, me apaixonei:
Continue Lendo »

abr 222015
 

INTRODUÇÃO

 

Funtoo é um sistema operacional baseado em Linux, que é uma variante do Gentoo, liderada por Daniel Robbins fundador do Gentoo. Funtoo Linux é otimizado para o melhor desempenho possível, apoiando Intel Core i7, processadores AMD FX e outros.

O sistema tem uma série de mudanças em pacotes considerados base, como por exemplo, suporte nativo a UTF-8 e já habilitado por padrão, utiliza o Git para guardar a árvore do Portage.

Este método é descrito como superior ao utilizado pelo Gentoo que usa rSync, tem o Metro que é solução de empacotamento automatizada, para a criação dos stages usados durante a instalação do Funtoo. Também usa o boot-update que provê um mecanismo unificado de configuração dos bootloaders GRUB 1.9x (sys-boot/grub) e GRUB 0.97 (sys-boot/grub-legacy).

O criador do projeto, Daniel Robbins, é considerado um “ditador” benevolente e vitalício, sendo o arquiteto líder do projeto, cargo semelhante ao de Patrick Volkerding do Slackware.

abr 212015
 

INFRAESTRUTURA

 

O meu ambiente montado em máquinas virtuais, está configurado da seguinte forma:

  1. Host Cliente
    • 2 Interfaces de Rede
    • Eth0: 10.0.2.4/24
    • Eth1: 192.168.56.101/24
  2. Host Storage
    • 2 Interfaces de Rede
    • Eth0: 10.0.2.X/24
    • Eth1: 192.168.56.101/24

Continue Lendo »

abr 202015
 

INTRODUÇÃO

 

Minimizar arquivos CSS e Javascript é o processo de remoção de caracteres desnecessários, tais como espaços, tabulações, comentários, abreviar variáveis etc. O objetivo é reduzir o tamanho dos arquivos e consequentemente acelerar o processo de download e renderização de uma página web.

Para esta tarefa existem dezenas de ferramentas online, mas o objetivo do artigo é apresentar formas de obter o mesmo resultado a partir do terminal GNU/Linux, afinal de contas nada é mais produtivo que a boa e velha tela preta!
Continue Lendo »

abr 192015
 

INTRODUÇÃO

 

Olá, pessoal.

Estou realizando uma nova contribuição na comunidade GNU/Linux, descrevendo de forma rápida, a atualização do kernel do Debian e suas variações (Ubuntu, Linux Mint, Lubuntu etc) para a versão 4.0, lançada em 12/04/2015.

O Kernel Linux 4.0, codinome “Hurr durr eu sou uma ovelha” – não, realmente – traz consigo um conjunto pequeno de novo suporte de hardware, ajustes de performance, correções de bugs e afins.
Continue Lendo »

abr 112015
 

Com esse post irei configurar um Load Balance com dois nós utilizando uma configuração ativa/passiva utilizando HAProxy e keepalived. O load balancer fica entre os usuários e 2 servidores web apache, que mantenham o mesmo conteúdo. O load balancer distribui os pedidos para os 2 servidores apache e também verifica o estado dos mesmos, caso um dos servidores esteja fora, os pedidos serão automaticamente redirecionados para o outro servidor. O HAProxy trabalha com sessões, que significa que você pode usá-lo com qualquer aplicação web que faça uso de sessões (fóruns, sites de compras – carrinho, etc). Continue Lendo »

abr 082015
 

O QUE É DOCKER

 

Uma plataforma aberta para desenvolvedores e administradores de sistemas, usada para construir, executar e distribuir “máquinas”.

“Máquina” será sempre usada entre aspas, pois esse termo será usado apenas para facilitar o entendimento. Ele não é correto, uma vez que máquina mesmo é somente o host onde o docker é executado, ou seja, tudo roda de forma isolada na mesma máquina.

Parece Virtualização, mas não é :)

Tudo isso é possível por conta da Docker Engine, que é um forma de empacotamento de infraestrutura, que é portável e simples, na qual constitui facilmente várias “máquinas” executando no mesmo kernel, porém isoladas logicamente, usando as tecnologias LXC, Aufs e Btrfs.

Continuando sobre o conceito da plataforma Docker, eles disponibilizam também um serviço de nuvem para armazenar e compartilhar imagens prontas, criadas tanto pela comunidade responsável pelo Docker, como por qualquer outra pessoa interessada, e o melhor, sem custo!

Cada pessoa registrada no serviço tem a possibilidade de criar um número ilimitado de imagens públicas (todos podem ver e baixar) e apenas uma imagem privada na conta gratuita.
Continue Lendo »

abr 072015
 

A ORIGEM DO TUX

O símbolo do software foi escolhido pelo seu criador, Linus Torvalds, que um dia estava no zoológico e foi surpreendido pela mordida de um pinguim. Fato curioso e discutido até hoje.

COMO TUDO COMEÇOU

Em 1996, muitos integrantes da lista de discussão “Linux-Kernel” estavam discutindo sobre a criação de um logotipo ou de um mascote que representasse o Linux. Muitas das sugestões eram paródias ao logotipo de um sistema operacional concorrente e muito conhecido (Windows). Outros eram monstros ou animais agressivos.

A ESCOLHA DA MASCOTE

Linus Torvalds acabou entrando nesse debate ao afirmar em uma mensagem que gostava muito de pinguins. Isso foi o suficiente para dar fim à discussão. Depois disso, várias tentativas foram feitas numa espécie de concurso para que a imagem de um pinguim servisse aos propósitos do Linux, até que Larry Ewing sugeriu a figura de um “pinguim sustentando o mundo”.

Em resposta, Linus Torvalds declarou que achava interessante que esse pinguim tivesse uma imagem simples: um pinguim “gordinho” e com expressão de satisfeito, como se tivesse acabado de comer uma porção de peixes.