jan 052012
 

A ViaZap® – Redes e Conectividade tem como objetivo principal divulgar assuntos relacionados ao sistema Gnu/Linux e administração de redes, e outros sistemas operacionais.
No site teremos assuntos, scritps e facilidades para erros comuns e incomuns ocorridos no dia dia de um administrador de redes.
Caso queira participar seja bem-vindo, faça seu cadastro e comece agora a interagir com a nossa equipe.
Convidamos todos a fazer parte da nossa comunidade.

Tráfego do Servidor Web Link 01Tráfego do Servidor Web Link 02

ViaZap Logo

ClusterWeb-Logo

Seja bem-vindo a ViaZap® – Redes e Conectividade.

set 172014
 

O processo é super simples, basta seguir os passos abaixo:

-> PASSO 1:  No servidor cloud que você possui conosco

1. Acesse o WHM e clique em “Create a new account” e crie uma conta com espaço ilimitado e transferência ilimitada e com o login “migrar” (sem aspas).

Esta conta será utilizada para a migração de suas contas, por isso, para armazenar todos os backups precisa de espaço ilimitado e transferência ilimitada.

-> PASSO 2:  No servidor antigo (geração de backups)

1. Acesse WHM e clique em “List Accounts”. Para cada uma das contas realize o seguinte procedimento:

2. Clique no ícone do CPanel localizado ao lado do nome do domínio em questão e uma nova janela será aberta, acessando o CPanel deste domínio;

3. Através do CPanel clique em “Backups Wizard” e uma nova tela será exibida;

4. Em Backup Completo clique em Download ou Gerar um backup completo e um novo formulário será exibido;

Preencha o formulário em Gerar um Backup Completo da seguinte forma:

———————————————————————————————————————— Continue Lendo »

set 172014
 

Neste post, estou assumindo que você já possui sua VPS instalada e configurada com o Ubuntu Server. Optei pelo Ubuntu, por ser uma distribuição super simples de configurar. Caso você não possua, aqui vai uma indicação:

  1. ClusterWeb – Internet Data Center

Após o jabá gratuito, o primeiro passo, é você facilitar futuros acessos a máquina, guardando sua chave pública (~/.ssh/id_rsa.pub).

O motivo deste procedimento é para você não precisar digitar sua senha toda as vezes que acessar a VPS.

SSH key

Se você utiliza Mac, aqui vai uma dica super simples para copiar sua chave:

cat ~/.ssh/id_rsa.pub | pbcopy

Com este comando, sua chave já estará no seu clipboard para colar no servidor. Com sua chave em mãos, vamos nos conectar à vps e executar os seguintes comandos:

ssh usuario@ip-de-sua-vps # Ele vai solicitar sua senha desta vez.
cd ~/.ssh # Caso o diretório .ssh não exista, você deve criá-lo: mkdir ~/.ssh
vi authorized_keys

Caso o arquivo não exista, digite touch authorized_keys. Em alguns casos você precisará utilizar sudo. Então, sudo touch authorized_keys esudo vi authorized_keys.

Com o arquivo aberto no terminal, digite a tecla i para entrar em modo de edição no vi. Com o modo de edição ativado, cole sua chave que já deve estar no seu clipboard. (cmd + v para macs) e (control + v) para Windows/Linux. Com sua chave colada, aperte esc para voltar ao modo de leitura e em seguida x para salvar e fechar ao mesmo tempo.

Pronto, ssh key copiada! Caso você tenha criado o arquivo authorized_keys, você vai precisar executar este comando para que o que fizemos tenha feito:

sudo chmod 444 ~/.ssh/authorized_keys

Continue Lendo »

set 162014
 

Venha para a ClusterWeb – Internet Data Center e assine um dos nossos planos, inclusive temos o plano Grátis, justamente para você testar ou se tens um site pequeno, hospede conosco.

Não perca mais tempo e venha conhecer, faça sua assinatura Grátis, com certeza logo estarás assinando um de nossos outros planos.

E o plano grátis não é por tempo, caso não queira migrar ou que não aja necessidade, continue no grátis para sempre.

Acesse agora mesmo: ClusterWeb – Internet Data Center

 

set 062014
 

Mudar de sistema operacional é algo que pode intimidar bastante aqueles que estão conhecendo o Linux agora. Embora ele seja bem parecido com outros sistemas operacionais baseados no UNIX, como o BSD, o Solaris e o OS X, ele é muito diferente do Windows. Hoje em dia a maioria das distribuições é muito fácil de usar e (seja isso bom ou ruim) abstrai o sistema complexo e poderoso que há por baixo do capô. Com isso as distribuições se tornam fáceis de usar, e os usuários muitas vezes sabem pouco sobre o sistema em si. Hoje vamos dar uma olhada no LVM – Gerenciamento de Unidades Lógicas, que oferece aos usuários a capacidade de redimensionar partições enquanto elas estão em uso.

Primeiro, algumas informações sobre HDs e partições. O HD é onde todos os seus dados são armazenados permanentemente. Não confunda com a memória do sistema, usada para armazenar informações temporariamente como ocorre quando você executa aplicativos ou cria arquivos. Quem vem do Windows deve conhecer as letras de unidades usadas pelo sistema, como C: e D: (unidades C e D). A maioria dos usuários sabe que seus arquivos estão ali, mas nem todos sabem o que é o C:. Para armazenar informações no disco rígido, o computador precisa saber como ler e escrever dados nele. É preciso dizer ao computador em quais áreas do HD ele pode escrever. Essas áreas são as partições. O disco pode ser todo ocupado por uma única partição ou ser dividido em várias partições menores. O computador também precisa saber como armazenar os dados em cada partição, e isso é feito com a criação de um sistema de arquivos nela. O Linux tem vários sistemas de arquivos excelentes para você escolher, incluindo (dentre outros) ReiserFS, XFS, JFS, Btrfs, ext2, ext3 e agora o ext4. O Windows geralmente usa os sistemas de arquivo NTFS e FAT32, enquanto o OS X usa o HFS+. A maioria dos dispositivos para o consumidor, como cartões de memória, vem formatada em FAT32.
Continue Lendo »

set 052014
 

Não sei o que acontece.

O proxy está lá funcionando, configurado, sempre trabalhou inteiro e perfeito.

Do nada, começou a chegar uma certa hora do dia, ou não sei se é tráfego na rede….
Ele fica stopped e some as portas, as configurações dele…
Aí reinicio ele via terminal e tudo volta ao normal até apresentar o problema de novo

E fica nessa de funciona por um tempo. Para…

Alguém sabe me indicar um norte pra ir investigar isso ?

 

Desde já agradecido.

ago 262014
 

Esta dica é bem simples: se você usa o Apache 2 e quer permitir que cada usuário do sistema tenha sua página pessoal, residindo dentro de sua própria pasta, onde a página possa ser criada, modificada e atualizada pelo próprio usuário, sem interferência do administrador do sistema, então a solução que você procura está neste artigo!!

  • Criando as Pastas Pessoais dos Usuários


Em cada diretório de usuário (o famoso /home/usuario), você deve criar uma pasta chamada “public_html”, que deve ter permissão de acesso e escrita para o próprio usuário; Assim, suponhamos que temos um usuário genérico chamado “usuario”. Façamos, como root:

mkdir /home/usuario/public_html
chown usuario /home/usuario/public_html
chgrp usuario /home/usuario/public_html

Estes comandos não só criam a pasta pública onde será armazenada a página pessoal do usuário como também concede ao usuário em questão as permissões de acesso à mesma. É preciso fazer isto para cada usuário!! Claro que fica mais fácil se estes comandos estiverem dentro de um script. Se você quer saber como descobrir todos os usuários do sistema para criar este script!!


Continue Lendo »

ago 232014
 
Introdução

Nikto é uma ferramenta desenvolvida em Perl, cujo objetivo é o de assessoria em servidores WEB, enquadrando-se na categoria de scanners de vulnerabilidades.

Foi desenvolvida para encontrar diversos tipos de arquivos, configurações e programas padrões ou inseguros, em servidores WEB. Sendo uma ferramenta ideal para ser utilizada em conjunto com o Nessus.

Lembrando que o Nikto não irá procurar por problemas de SQL Injection ou autorizações indevidas, bem como portas abertas ou firewalls ativos. Ele, simplesmente, irá vasculhar o website em busca de arquivos e configurações interessantes, que podem ser passivos de um ataque.

Um detalhe importante, é que o artigo a seguir não irá conter os passos para a instalação do Nikto, visto que há bastante material relacionado na Internet (inclusive aqui no VoL).

Porém, caso alguém necessite disso, pode utilizar o tutorial do próprio website da ferramenta: Continue Lendo »

ago 232014
 
Introdução

O artigo leva em consideração a distribuição Slackware e Ubuntu, mas as informações servem para qualquer distribuição que tenha o gerenciador de janelas i3 instalado.

Comecei a usar o i3 recentemente, por isso, não tenho muito conhecimento sobre ele, somente o básico. Mesmo assim, creio que posso ajudar usuários que estão querendo começar a usar o i3 e gostariam de orientações iniciais.

Sobre o i3

i3 é um gerenciador de janelas muito leve, que suporta vários monitores (cada área de trabalho fica em um monitor automaticamente), acessível tanto através de teclas de atalho, como por mouse. Também é muito simples de configurar, pois suas configurações são definidas em texto simples.

Página oficial:

Guia do usuário:

Screenshots:

Veja o vídeo de apresentação, sobre o uso básico do i3:

E veja este vídeo mostrando o i3 em ação:

Continue Lendo »

ago 232014
 
Introdução / Instalação

Introdução

Uma breve descrição sobre o sistema Stoq:

O Stoq é um suíte de aplicativos de automação comercial e industrial, desenvolvido e mantido pela Async Open Source. Programa esse, coberto pela GPL (“General Public License” ou “Licença Pública Geral do GNU”) versão 2.0, ou seja, é totalmente livre para distribuição, utilização e comercialização.

O sistema visa automatizar os processos de controle de estoque, além de oferecer um controle financeiro completo sobre todas as despesas e receitas geradas pela empresa como um todo, além de funções adicionais que variam de acordo com as necessidades de cada cliente.

Basicamente, o intuito deste software de gestão está em organizar, controlar e reduzir significativamente os erros humanos.

Todas as seções estão disponíveis na instalação do Stoq, mas não há necessidade da utilização de todas, podendo ser usadas de acordo com a necessidade de cada usuário. As seções do Stoq são limitadas a cada usuário, sendo assim, as informações de cada setor não ficarão disponíveis a qualquer usuário do sistema Stoq.
Continue Lendo »